domingo, 26 de julho de 2015

AMZK 2015: 7ª etapa KARTÓDROMO KRJ - FOTOS

CATEGORIA STANDARD : 1º Giovanna, 2º Carlão e 3º Alexandre.

CATEGORIA LIGHT: 1º Vitor, 2º Sérgio e 3º Saavedra.

CATEGORIA EXTREME: 1º Maurício Filho (EU), 2º João e 3º Anderson.

AMZK 2015: 7ª etapa KARTÓDROMO KRJ

RAMOS/RJ/”REDAÇÃO”(FOI DIFÍCIL) – SALVE AMIGOS! PASSAGEM RÁPIDA PARA CONTAR UM POUCO SOBRE A MINHA PARTICIPAÇÃO NA 7ª ETAPA DO CAMPEONATO AMIZAKART 2015, QUE ACONTECEU NO DIA 26 DE JULHO NO KARTÓDROMO DO RIO DE JANEIRO – KRJ.

BOM, CHEGAMOS CEDO E CONSEGUIMOS ACOMPANHAR JUNTOS BOA PARTE DA F1, CORRIDA MALUCA DA HUNGRIA. DEPOIS, FOMOS AOS POUCOS PARA A PISTA. PRIMEIRO ANDOU A CATEGORIA OPEN, QUE DESSA VEZ  TEVE MUITO POUCA GENTE – 4 PILOTOS APENAS. DEPOIS, ANDOU A TURMA DA STANDARD. APÓS A STANDARD ANDOU A LIGHT, E POR ÚLTIMO A MINHA, A EXTREME.

PELO SORTEIO DOS KARTS, EU PEGUEI O KART Nº 13, QUE HAVIA VENCIDO A CORRIDA ANTERIOR, E REALMENTE PARECIA MUITO BOM. SENTEI, PRENDI OS 12 Kg DE LASTRO QUE TENHO QUE CARREGAR, E SAÍ PARA QUALIFICAR. EM ALGUMAS VOLTAS TIVE A CONFIRMAÇÃO QUE O KART ERA BOM MESMO, E EU JÁ HAVIA MARCADO A POLE COM ELE, MAS, A MAIS OU MENOS 4 VOLTAS DO FINAL, ELE ME DEIXA NA MÃO. INICIALMENTE PENSEI QUE A CORRENTE TIVESSE ARREBENTADO, MAS MAIS TARDE, FUI INFORMADO QUE UMA PEÇA CHAMADA “CHAVETA”, QUEBROU, COM ISSO, A SENSAÇÃO QUE TIVE É DE CORRENTE ARREBENTADA, POIS, ACELERAVA, O GIRO DO MOTOR SUBIA E ZERO DE FORÇA. ENCOSTEI O KART (POR SORTE  QUEBREI PERTO DOS BOXES), CATEI MEUS LASTROS E SAI CORRENDO PARA PEGAR OUTRO KART. PEGUEI O DE Nº 2, QUE MEU PAI HAVIA USADO NA CATEGORIA LIGHT (ANTES DA MINHA) E QUE CERTAMENTE LHE DARIA UM 2º LUGAR AO FINAL, MAS ELE COMETEU UM ERRO LOGO NO INÍCIO DA CORRIDA DELE, PERDEU UMA VOLTA E SE COMPLICOU. BOM, DE KART 2, QUE SABIA QUE ERA BOM, PELOS RELATOS DO MEU PAI, VOLTEI PARA A PISTA. CONSEGUI FAZER UMAS DUAS VOLTAS RÁPIDAS COM ELE E PERCEBI QUE TAMBÉM ERA BOM. UM POUCO MENOS DE MOTOR QUE O 13, PORÉM COM UM “CHÃO” MELHOR. TERMINAMOS O TREINO E EU ALINHEI EM P1. DEMORAMOS UM POUCO PARA LARGAR, POIS O KART DE UM AMIGO NOSSO APRESENTOU UM PROBLEMA QUE PARECIA EMBREAGEM QUEIMANDO COM ELE PARADO, MAS, NO FINAL, ELE LARGOU ASSIM MESMO. RELIGARAM O KART DO MARCO ANTÔNIO QUE HAVIA MORRIDO, E, LARGAMOS.

NA LARGADA QUASE ME COMPLICO, POIS A EMBREAGEM DO MEU KART ME PREGOU UMA PEÇA. POR SORTE CONSEGUI ME POSICIONAR BEM, E QUASE MESMO QUE PERCO A P1 PARA O ANDERSON. PASSADO ESSE SUSTO, FIZ A MINHA CORRIDA. PROCUREI ME CONCENTRAR O MÁXIMO, FUI ABRINDO DOS OUTROS PILOTOS, ACHO QUE NEGOCIANDO MELHOR A ULTRAPASSAGEM SOBRE ALGUNS OUTROS, E EIS QUE LÁ PELO MEIO DA PROVA, O MEU LASTRO DE 2 Kg SE SOLTA. NA HORA CONSEGUI SEGURÁ-LO E O COLOQUEI NO COLO. INÚTIL... COM TANTAS ONDULAÇÕES (A PISTA ESTÁ MUITO RUIM), O LASTRO POR DUAS VEZES QUIS “ABANDONAR O BARCO”. SE ISSO ACONTECESSE, SALVO ENGANO POR REGULAMENTO, EU SERIA DESCLASSIFICADO... NESSA HORA O QUE FIZ? PEGUEI O LASTRO (TORNOZELEIRA DE ACADEMIA) E O ENFIEI NUM DOS TRÊS RAIOS DO VOLANTE. COM UMA DAS MÃOS O SEGURAVA, E COM A OUTRA GUIAVA. NEM PRECISO DIZER COMO TERMINEI A PROVA. MUITO CANSADO, E COM DORES FORTES NA MÃO E NO PULSO, PRINCIPALMENTE NO ESQUERDO, MAS, CONSEGUI. SOMEI MAIS ALGUNS PONTOS IMPORTANTES, CONSEGUI DOIS PONTOS EXTRAS PELA POLE E MELHOR VOLTA, E SIGO NA LUTA.

A 7ª ETAPA REPRESENTA EXATAMENTE O MEIO DO NOSSO CAMPEONATO, E, AINDA TEMOS MUITOS PONTOS EM JOGO ATÉ DEZEMBRO. SEGUIREI TENTANDO FAZER O MEU MELHOR, E PRINCIPALMENTE, ME DIVERTINDO.

FICO POR AQUI. OBRIGADO A TODOS PELA LEITURA, E EM BREVE RETORNO COM FOTOS, E COM A CLASSIFICAÇÃO OFICIAL APÓS ESSA ETAPA.

UM GRANDE ABRAÇO A TODOS.


MAURÍCIO FILHO.

segunda-feira, 6 de julho de 2015

AMZK 2015: Fotos pódium 6ª etapa.


Categoria Standard: 1º Carlão, 2º Marquinhos e  3º Ricardo.

Categoria Light: 1º Patrick, 2º Vitor e 3º Sérgio.

Categoria Extreme : 1º Guilherme, 2º Zurick, e 3º Maurício Filho (Eu).

AMZK 2015: 6ª etapa TOP KART NOVA AMÉRICA

RAMOS/RJ/”REDAÇÃO”(FRIO NO RIO DE JANEIRO) – SALVE AMIGOS! DE VOLTA COM INFORMAÇÕES DO AMZK2015, QUE NESSE FINAL DE SEMANA DISPUTOU A 6ª ETAPA NO TOP KART NOVA AMÉRICA, COM UMA BOA PRESENÇA DE PILOTOS E CONVIDADOS.

DEPOIS DE DUAS CORRIDAS DE RECUPERAÇÃO EM MINAS GERAIS, CHEGUEI A ESSA ETAPA UM TANTO QUANTO PREOCUPADO, POR DOIS MOTIVOS: 1- PISTA INDOOR. NESSE TIPO DE PISTA, NOSSO CAMPEONATO NOS IMPÕE UMA PARADA OBRIGATÓRIA (STOP AND GO), O QUE ACABA SE TORNANDO ALGO EMOCIONANTE PARA QUEM ESTÁ DO LADO DE FORA ACOMPANHANDO, MAS PARA NÓS PILOTOS, É UMA GRANDE CHARADA QUE VAMOS DESVENDANDO AO LONGO DA PROVA, ATÉ O MOMENTO EM QUE DECIDIMOS FAZER A NOSSA PARADA. NESSE MOMENTO, SE VOCÊ CALCULAR MAL, SAIR ATRÁS DE UM COMPANHEIRO LENTO, OU RETARDATÁRIO, PODE LHE CUSTAR UMA(S) POSIÇÃO (ÕES) NO FINAL DA CORRIDA. 2- FALTA DE CONHECIMENTO DO ESTADO DOS KARTS, O QUE AQUI CABE UMA CRÍTICA: ESTAVAM BEM RUINS.

BOM, VAMOS A CORRIDA. APÓS ASSISTIR AS PROVAS DAS CATEGORIAS STANDART E LIGHT, FOI A MINHA VEZ, CATEGORIA EXTREME. PELO SORTEIO DOS KARTS, EU PEGUEI O KART Nº08, QUE NA CORRIDA DA CATEGORIA LIGHT QUE ANTECEDEU A MINHA, FOI PILOTADO PELO MEU AMIGO MARCOS LOBO, E EU PERCEBI QUE ESSE KART NÃO ESTAVA LÁ ESSAS COISAS. ACOMPANHANDO AS VOLTAS DO LOBO NA CATEGORIA LIGHT, PERCEBI QUE OS TEMPOS ERAM MEDIANOS, E, APÓS PERCEBER MUITAS TROCAS DE KARTS, RESOLVI QUE FARIA O QUALIFY COM ELE, E SE FOSSE O  CASO, O TROCARIA, O QUE NÃO FIZ E ACHO QUE AO FINAL, POR TUDO QUE ACONTECEU, ME PARECEU SER A DECISÃO CERTA. SOBRE ISSO, EXPLICO QUE UMA TROCA DE KART EM CIRCUITO INDOOR É ALGO QUE VOCÊ TEM QUE PENSAR BEM, POIS, AS VOLTAS SÃO CURTAS E ISSO PODE TE FAZER PERDER MUITAS VOLTAS NO QUALIFY, E SE FOR NA CORRIDA ENTÃO, ISSO PODE ACABAR COM A SUA BRINCADEIRA, COM UM AGRAVANTE NO MEU CASO, TAL TRANSIÇÃO, SE ACONTECESSE, LEVARIA UM POUCO MAIS DE TEMPO, POIS ALÉM DE MUDAR DE KART, EU TERIA QUE PEGAR OS LASTROS QUE TENHO QUE CARREGAR (12 KG), E PRENDER NO KART, PRA DEPOIS AJEITAR BANCO E SAIR NOVAMENTE. REPITO, NÃO TROQUEI.

FOMOS PARA O QUALIFY E EU FUI ME VIRANDO COMO PODIA, E COMO FOI DIFÍCIL CONSEGUIR UMA VOLTA LIMPA. AO FINAL EU CONSEGUI E ME VI LARGANDO NA 4ª POSIÇÃO. PENSEI COMIGO: SE TENHO UM KART MEDIANO, ACREDITO QUE PELO MENOS CONSEGUIREI ACOMPANHAR O 2º E 3º COLOCADOS E NA PARADA OBRIGATÓRIA POSSO TENTAR O “PULO DO GATO”. LARGAMOS E CONSEGUI MANTER A MINHA 4ª POSIÇÃO, MAS DE CARA PERCEBI QUE A MINHA TAREFA DE ANDAR PERTO DOS PONTEIROS SERIA DIFÍCIL, POIS MEU KART NÃO ENCHIA SEU “POTENTE MOTOR DE 6,5HP”, E SUA RETOMADAS ERAM DESESPERADORAS. SEGUI. LOGO APÓS ALGUMAS VOLTAS, NO INÍCIO MESMO DA CORRIDA, O LÍDER CLÁUDIO COMEÇOU A SOFRER COM UMA COISA QUASE QUE INACREDITÁVEL EM PISTA INDOOR, PANE SECA! SIM MEUS AMIGOS, O CLÁUDIO FOI “PREMIADO” COM UMA PANE SECA QUE O FEZ PERDER A LIDERANÇA PARA O GUILHERME QUE DISPAROU PARA VENCER COM MERECIMENTO E UMA TOCADA MUITO FORTE, MAS, NESSA DO CLÁUDIO COMEÇAR A ANDAR MAIS LENTO, O ZURICK QUE ESTAVA EM 3º, EU EM 4º E TODO O PELOTÃO, FICAMOS UMA VOLTA PRESOS ATRÁS DO CLÁUDIO QUE DEMOROU PARA SAIR DA PISTA E TROCAR DE KART. QUANDO CONSEGUIMOS NOS LIVRAR, FOI PRATICAMENTE UMA RELARGADA APÓS UM CARRO DE SEGURANÇA, VAMOS CLASSIFICAR ASSIM... 

SAÍMOS TODOS EMBOLADOS, EU TENTANDO DESESPERADAMENTE ATACAR O ZURICK, COM UM MEDO DANADO DE SER SUPERADO POR ALGUÉM QUE VINHA ATRÁS, POIS REPITO, ERA DESESPERADORA A RETOMADA DO MEU KART, MAS NÃO FUI SUPERADO. COMO DISSE TENTEI ANDAR PERTO DO ZURICK E NO BRAÇO CONSEGUI. FOMOS AVANÇANDO E NUM DETERMINADO MOMENTO PERCEBI QUE SERIA POSSÍVEL TENTAR GANHAR A SEGUNDA 2ª COLOCAÇÃO DELE NA TÁTICA DE PARADA DE BOX (NESSE CASO BY WILLIAMS...), ENTÃO LÁ FUI EU PRA MINHA PARADA ANTES DELE. PAREI, SAÍ QUASE QUE EMPURRANDO O MEU KART DEVIDO A SUA “GRANDE POTÊNCIA” E QUASE MEUS AMIGOS, QUASE QUE EU PERCO DUAS POSIÇÕES NESSA MINHA TÁTICA, MAS, DEI SORTE. SEGUI OBSERVANDO O ZURICK E PELA DISTÂNCIA QUE ESTÁVAMOS E EU AGORA “DE CARA PRO VENTO” PENSEI COMIGO: VOU VIRAR VOLTA DE CLASSIFICAÇÃO COM ESSE “POTENTE VEÍCULO DE 6,5HP”, E FOI O QUE FIZ. DENTRO DAS MINHAS LIMITAÇÕES COMECEI A VIRAR RÁPIDO E DEVE TER SIDO NESSA HORA QUE EU ENCAIXEI UMA VOLTA QUE NO FINAL FOI ATÉ MAIS RÁPIDA QUE A DO ZURICK, E COMO ELE NÃO PARAVA EU REALMENTE ACHEI QUE CONSEGUIRIA ENCURTAR MAIS UM POUCO A DISTÃNCIA E IRIA VOLTAR NA FRENTE DELE, MAS SABE LÁ DEUS, O ZURICK NESSE MEIO TEMPO FEZ UMA VOLTA BOA TAMBÉM, PAROU, E QUANDO ELE VOLTOU, EU NÃO CONSEGUI A ULTRAPASSAGEM. SAÍ PRATICAMENTE EMPURRANDO O KART DELE QUE SAIA DOS BOXES, MAS, NÃO TINHA MOTOR PARA CONCLUIR A ULTRAPASSAGEM, E NUMA PISTA INDOOR VOCÊ PODE ATÉ COLOCAR DE LADO NUMA SAÍDA DE CURVA (FIZ ISSO PELO MENOS UMAS 4 VEZES), MAS SE VOCÊ NÃO TIVER MOTOR PRA TE EMPURRAR, A PISTA FICA PEQUENA E VOCÊ NÃO COMPLETA A MANOBRA. FOI O QUE ACONTECEU. 

SEGUI TENTANDO O ATAQUE, MAS AO FINAL ELE ATÉ CONSEGUIU ABRIR UM POUCO DE MIM, E OLHEI PARA O PLACAR (3º) E PENSEI: “É ESTÁ BOM AQUI, ESSA É A 6ª ETAPA DE UM TOTAL DE 14.” SEGUIMOS E EU CRUZEI A LINHA DE CHEGADA EM 3º, MAS VOU LHES DIZER, POR TUDO QUE FOI A MINHA CORRIDA DESDE O QUALIFY, ESSE TERCEIRO LUGAR TEVE GOSTO DE VITÓRIA PRA MIM, E, ME AJUDOU A SOMAR PONTOS IMPORTANTES NO CAMPEONATO.

UMA NOTA: VOSSO AMIGO AQUI ESQUECEU SUA GOPRO EM CASA... POIS É, NEM EU, NEM MEU PAI FILMAMOS NADA NESSA ETAPA. DA PRÓXIMA VEZ VOU DEIXÁ-LA DENTRO DA BOLSA DO CAPACETE...

É ISSO. ESSA FOI A MINHA PARTICIPAÇÃO NA 6ª ETAPA AMZK 2015, E O NOSSO PRÓXIMO ENCONTRO SERÁ NO DIA 26/07 NO KRJ NA BARRA. FORTE ABRAÇO E ATÉ LÁ!


MAURÍCIO FILHO