sexta-feira, 13 de junho de 2014

Amizakart 7ª Etapa: Esclarecimento

RAMOS/RJ/"REDAÇÃO" (Estamos na copa...) - Salve amigos! Então, inicio esse post para dar-lhes uma satisfação, sem entrar muito em detalhes - desnecessários, sobre a nossa 7ª etapa, marcada para o dia 05 de Junho de 20114, no Rio Shopping Kart Indoor. Vocês devem ter percebido que a mesma está marcada com uma cor que caracteriza que a mesma aconteceu, mas....

Não aconteceu. 

- "Como é, não aconteceu ?"
- "Não inteiramente. Durou apenas seis voltas da categoria light."
- "E aí, a prime, a sua categoria, não andou?"
-"Não..."
-"Os convidados, antes da light, andaram?"
- "Sim, os únicos que andaram a bateria completa nesse dia, mas sem kart reserva..."
- "E a etapa, como ficou?"
- "Foi cancela, sem possibilidade de remarcação por conta dos bloqueios anteriores no calendário..."

Você devem estar estranhando, nenhum post sobre a nossa 7ª etapa, aqui no Kart,carros e etc. Pois é, repito, não entrei em detalhes (aos interessados conto pessoalmente), mas afirmo que o Rio Shopping Kart Indoor, infelizmente (triste mesmo, porque tinha tudo para ser uma das melhores pistas indoor do RJ), não é seguro para a prática do kartismo amador. No dia de nossa etapa, sofremos com as quebras que antecederam as nossas bateria light e prime, e na bateria open (aberta aos nossos convidados), já tivemos um número insuficiente de karts para uso.

A proposta (promessa) de 10 karts no grid + 2 reservas decentes, não aconteceu. Como relatei, a fraca infraestrutura do Rio Shopping Kart indoor, não possibilitou reparo nos karts avariados nas baterias anteriores, e volta após volta, contabilizávamos o prejuízo, ao ponto que a categoria light (que andou apenas 6 voltas), entrou na pista com 8 karts andando, e 2 se arrastando. Por infelicidade, um dos piores caiu na mão do meu Pai. Certo de que as corridas seriam praticamente decididas no sorteio dos karts (mesmo com a nossa parada obrigatória durante a corrida), os pilotos da categoria light, decidiram andar assim mesmo. 

Bom, daí, o que aconteceu na sexta volta de corrida, foi algo que eu quero esquecer, e posso lhes adiantar, que graças a DEUS, não foi comigo, e nem com o meu Pai, pois certamente, se fossemos vítimas do que houve, as consequências seriam bem piores. Meu amigo envolvido, agiu rápido e minimizou bastante o seu prejuízo físico e material.

Foi o típico acidente que poderia ter sido evitado, por parte daqueles que lidam diretamente com a manutenção dos karts, e o trato com esses (abastecimento, calibragem, posicionamento de banco, freio e etc), todos os dias. O Rio Shopping Kart Indoor precisa rever os seus objetivos e conceitos de oferecer uma entretenimento seguro ao seu público, o mais rápido possível, sob pena de ver acontecer duas coisas, que vislumbro de prima: Aquilo lá ficará cada vez mais vazio, ou, algum cliente acionará judicialmente seu dono, depois de algum acidente mais grave.

Em tempo, acrescente-se a tudo isso, o atraso enorme na realização das baterias, por conta das quebras dos karts, e a tentativa desesperada dos fiscais de pista, de manter o mínimo de 10 karts rodando (conforme citei acima).

Aos que leem esse blog, eu categoricamente não recomendo a prática do kartismo nesse estabelecimento.

Maurício Filho.






Um comentário:

  1. Aqui do lado de casa. Acho que a única indoor de asfalto... boa pista, mas... Uma pena essa situação dos karts, que não é nova.

    ResponderExcluir

AMIZAKART 2017 - FIM DE PAPO!

RAMOS/RJ/"REDAÇÃO" (Acabou) - Salve amigos, passagem rápida para contar que chegamos ao final de mais uma temporada. Conseg...